terça-feira, 30 de março de 2010

segunda-feira, 29 de março de 2010

R.S.V.P.

A sigla R.S.V.P. significa Respondéz S´il Vous Plait, que quer dizer em português 'responda por favor' geralmente aparece marcado no convite com o número de telefone e o prazo para confirmar a presença na festa, atualmente estão colocando nos convites R.P.F. (responda por favor) ou 'Favor confirmar presença pelo número XXXX-XXXX com Sr(a) _________ até XX/XX' , mas muitos ainda usam a sigla R.S.V.P. neste tipo de serviço.

Se nem todos os convidados forem à festa, as informações para confirmação de presença poderão ser impressas em cartõezinhos ou convite individual anexados ao convite, lembrando que, apesar de usual, é deselegante convidar apenas algumas pessoas para a festa e excluir outras.

Uma opção para não fazer os cartõezinhos seria fazer listas separadas e imprimir dois tipos de convite: um apenas contendo informações sobre a cerimônia religiosa e outro incluindo a festa.

casamento Chinês

Os casamentos chineses estão repletos de diferentes preparações simbólicas, muito diferentes dos casamentos ocidentais. Em termos de emoções são exatamente iguais aos ocidentais - bonitos, engraçados e românticos.

A cor vermelha é a cor normalmente usada nos casamentos chineses, pois para os chineses, esta cor representa o amor. A roupa da noiva é muitas vezes de cor vermelha, tais como os convites de casamento, as caixinhas das lembranças, e até os envelopes das ofertas em dinheiro.

Os chineses escolhem dias de comemorações de acordo com a astrologia. É costume os casais casarem-se na meia hora, ou no dia do aniversário, em vez de à hora certa. Desta maneira os casais começam as suas novas vidas juntos numa altura em que os ponteiros do relógio estão a subir em vez de estarem a baixar.

Antes do dia do casamento a noiva chinesa tradicionalmente entra em reclusão com as amigas mais próximas.
Ao contrário dos casamentos ocidentais, um casamento chinês é organizado e pago pela família do noivo. É freqüente, antes do casamento, a família do noivo transportar presentes de casamento em caixas vermelhas, para a casa da noiva. Um desses cestos ou caixas contém o "uang susu" ou o dinheiro do leite. Outros contêm presentes pessoais para a noiva, para que no dia do casamento todos os seus bens pessoais estejam na casa do noivo. Três dias antes do casamento, as mulheres da família da noiva retribuem o gesto, levando à família do noivo presentes embrulhados em papel vermelho.

Outro ritual importante é o fato de o casal comprar uma nova cama para a sua noite de núpcias, e cobri-la com novos lençóis, que deverão ser vermelhos. Caso o casal já tenha uma cama, não deverão deixar de comprar roupa de cama nova para o dia do casamento. Uma cama nova e uns lençóis novos simbolizam um começo novo, e supostamente trazem boa-sorte ao casal de noivos.

A noiva e o noivo, na noite anterior ao casamento, realizam uma cerimônia que envolve o pentear e o desentrançar dos cabelos; isto simboliza a entrada na idade adulta. A noiva deverá realizar esta cerimônia de baixo do olhar da lua para desejar descendência. Ambos devem escovar o cabelo quatro vezes, trazendo cada escovadela a boa-sorte. A primeira escovadela simboliza a união do casal desde o início do casamento até ao fim, a segunda escovadela traz harmonia e verdade até ao fim da vida, a terceira escovadela trará filhos e netos, e a quarta trará saúde e um casamento duradouro

Na manhã do casamento, o noivo é simbolicamente vestido pelos seus pais. O noivo chega à casa da noiva no caminho para o local de casamento. Ele deve levar presentes em dinheiro, embrulhados em tecido vermelho, para oferecer aos amigos da noiva, em retribuição por deixarem a noiva sair para casar. Ao sair de sua casa, a noiva não deve tocar com os pés no chão até chegar ao local da cerimônia; portanto, a noiva deverá ser carregada no colo até o carro. Se for aberto um guarda-chuva vermelho sobre ela nesta hora, este gesto trará boa-sorte e fertilidade à noiva.

O casal de noivos serve chá a ambos os casais de pais enquanto se ajoelham em sua frente para o fazer – um gesto simbólico para pedir permissão para o casamento. Depois disto o noivo e noiva partem para o local da cerimônia de casamento, juntos.
A cerimônia de casamento é usualmente presenciada só pelos casais de linha direta das famílias. Em contraste com as preparações de casamento ocidentais super elaboradas, a cerimônia de casamento chinesa é muito simples. A noiva e o noivo são conduzidos ao altar da família, onde prestam homenagem ao Céu e Terra, aos familiares passados e ao deus Tsao-Chün. É servido chá com duas sementes de lótus aos pais do noivo. Em seguida a noiva e o noivo fazem uma vénia um ao outro. Isto completa a cerimônia de casamento chinesa, excepto em algumas religiões onde ambos bebem vinho pelo mesmo copo, e comem açúcar moldado em forma de um galo.

Tradicionalmente depois da cerimônia, os recém-casados, segurando a taça em ambas as mãos e ajoelhados, servem o chá primeiro aos pais do noivo, seguindo-se os familiares mais velhos até os mais novos. A regra geral é ter a mulher do lado esquerdo e o homem do lado direito. As pessoas servidas sentam-se em cadeiras, enquanto os noivos se ajoelham. Em retorno, os recém-casados receberão envelopes vermelhos da sorte recheados com jóias ou dinheiro. O casal normalmente costuma fazer uma sessão fotográfica profissional antes de atender à recepção do casamento.

A recepção é considerada a parte mais importante num casamento chinês. Na recepção é proferido um discurso feito por um especialista contratado para a ocasião. O discurso é seguido pelo cortar do bolo de casamento. O tradicional bolo de casamento é gigantesco, feito com muitas camadas. As camadas simbolizam uma escada que o casal subirá até ao sucesso; por isso os casais cortam o bolo de baixo para cima. O cortar do bolo é o único evento da recepção. A noiva e o noivo oferecem um pedaço de bolo reciprocamente, com os braços entrelaçados, tentando não destruir a maquiagem elaborada da noiva. Um pedaço do bolo é então cortado para ambos os pais dos noivos e para os avós; este pedaço será levado à boca dos seus pais e avós, pela noiva e pelo noivo, que segurarão no pedaço de bolo juntos. Por vezes é feito um brinde de casamento e os convidados são convidados a saudar os noivos e os seus pais. A música da recepção pode passar por um simples teclado musical, até à utilização de uma orquestra. É costume os convidados apertarem as mãos antes de abandonarem a recepção. Um casamento chinês mais elaborado, uma recepção sentada, poderá ter 9 ou 10 pratos diferentes.
As noivas chinesas habitualmente trocam de roupa três vezes durante a recepção.

Na noite do casamento, o quarto dos noivos deverá ter acesas, velas com dragões e Fênix, para afastar os maus espíritos. Os recém-casados beberão vinho de duas taças atadas com um fio vermelho, com os braços entrelaçados. Este é o voto formal de casamento na cultura chinesa.

Na manhã do casamento a noiva deverá preparar o pequeno-almoço do noivo, e nos três dias seguintes ao casamento, os noivos deverão visitar os pais da noiva. O casal de recém-casados deverá levar presentes, e a família da noiva deverá retribuir com outros presentes.
S.O.S Noivas

A história e origem dos bem-casados

Não se sabe muito bem ao certo a origem precisa do bem-casado, sabe-se que surgiu na Europa, provavelmente entre os séculos XVIII e XX onde os casamentos sofreram consideradas mudanças e transformações com o passar dos anos. É também possível que o doce ganhou sua forma atual, decorridos os anos, nos países europeus mesmo.

O bem-casado simboliza a união de um casal, e possui vários significados. É dito que o bem casado foi criado segundo o que diz a Bíblia, no livro de Gênesis, sobre quando Deus criou o homem e a mulher. Deus criou primeiro o homem, Adão, e depois a mulher, Eva, e ambos estão predestinados a se unirem e tornarem-se um só. Esta união de dois seres distintos que se unem em um é o que representa o bem-casado.

O bem-casado ganhou várias formas e recheios conforme foi se espalhando pelo mundo. Em Portugal, o doce se apresenta com uma camada de ovos moles no meio, mania lusitana, e ainda é presente no Rio de Janeiro onde a influência portuguesa é bem expressiva. Em São Paulo predomina o doce de leite claro ou o escuro. E outro recheio bastante comum, é o de leite condensado cozido na própria lata, voltando às origens do bem casado, pois o leite condensado foi criado na Suíça no século XIX, e se popularizou principalmente na culinária brasileira com bolos, pudins, pavês e outros doces. Não importando a forma ou o recheio, não há casamento bom que você não receba um bem casado depois.

Data da Publicação: 29/06/2007
Daniel Rodrigues
S.O.S Noivas

eventos empresariais

Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel.

Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600
e-mail: shamahartefesta@hotmail.com
janaina.fritsch@hotmail.com
blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

confira nossa qualidade e preço

quinta-feira, 25 de março de 2010

Sugestões Musicais - Para casamentos

Amar Você
Fernanda Brum

Panis Angelicus
Cezar Franco

Uma Flor Para Ti
Motivo Alemão

A Princesa e o Fidalgo
Motivo Holandês

Cantiga de Matrimonio
Padre Zezinho

Romance de Amor


Por Elise
Beethoven

Polonaise
Frederick Chopin

Trumpet Voluntary
Jeremiah Clarke

How Beautifully The Morning
Nicolai

Great God, We Praise Thee


Concerto para Uma Voz
Saint Preux

Le Lac de Come
Richard Abel

L'Ultimo Romantico
Pino Donaggio

Juramento
Padre Zezinho

Aranjuez, Mon Amour
Joaquim Rodrigo/Gui Bontempelli

Morgenstimmung
Rubenstain

Salut!Demeure Chaste Et Pure
Schumamm

Sonata Op 62 n. 6
Frederick Chopin

Momento Musical
Schumann

Clair de Lune
Debussy

Sinfonia n. 40
Mozart

Sinfonia n.13
Mozart

Intermezzo da Cavalaria Rusticana
Mascagni

Largo de Xerxes
Handel

Plaisir d Amour
G.B. Martini

Memory
Pesquisando

Romance
Frederick Chopin

As Quatro Estações
Vivaldi

Jesus Alegria dos Homens
John Sebastian Bach

Marcha Nupcial
Wagner

Marcha Nupcial
Mendelssom

Meditação de Thays
J. Massenet

Minueto
Boccherine

Minueto
Beethovem

Minueto
Johann Sebastian Bach

Pompa e Circunstância
Edward Elgar

Sonho de Amor
Franz Lizt

Réverie (Traumêrei)
Robert Schumann

Tristesse
Frederick Chopin

Ave Maria
Gounod

Serenata

F. Schubert

Noturno número 9
Chopin

Ode a Alegria
Beethovem

Ave Maria
Somma

Himne
Vangellis

Minueto
Mario Mascarenhas

Conheça a ordem das músicas no cerimonial de casamento

Em geral, são tocadas de 5 a 10 músicas dependendo do seu cerimonial de casamento. Este número varia de acordo com normas da igreja, e se você terá pajens, se o noivo entrará separado, etc.

Entrada dos Padrinhos
Pode ser alegre mas sem muito impacto. Normalmente na "fila" alternam um padrinho do noivo e um da noiva e no altar os padrinhos do noivo vão para a direita e os da noiva para a esquerda.

Entrada do Noivo
Para este momento, sugerimos algo com certa "pompa", de caráter masculino e nobre. Em muitos casamentos este momento não existe, pois o noivo entra com os padrinhos.

Entrada das floristas e pajens
Em geral músicas mais suaves, temas infantis e outros do gênero. Os pajens podem ser acompanhados por músicos pelo corredor, realçando ainda mais a graciosidade do momento.

Clarins e Clarinada
Algumas noivas gostam de colocar os clarins para anunciar sua chegada. Os instrumentos, com flâmulas personalizadas, oferecem grande opção de requinte.

Entrada da Noiva
Agora é hora de caprichar na trilha sonora. Quanto maior for a instrumentação (instrumentos e cantores do seu pacote) melhor. Músicas solenes, de grande impacto, pompa e brilho são necessárias. A tradicional marcha nupcial é muito tocada mas existem outras opções também. Consulte seu coral sobre alternativas.

Pajens trazendo alianças
O mesmo critério para a entrada das floristas e pajens vale para este momento.

Benção das Alianças
A Ave Maria com Soprano ou Tenor solista é uma das músicas mais pedidas em casamentos católicos, ou se preferir use música instrumental suave.

Assinaturas
Se você for ter casamento civil, utilize uma música instrumental suave para esta hora.

Cumprimentos
Pede músicas alegres e românticas. É o momento mais emocionante para o casal.

Saída
Todos os músicos devem ser utilizados nesta hora, que deve ter brilho, pompa, alegria e grandiosidade. Como na entrada da noiva, uma formação com coral e orquestra proporciona uma emoção especial.



fonte:noiva.org

Decoração e cerimonial Shamah Art & Festa

Shamah Art & Festa – Pelotas

decoração e cerimonial

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

decoração estilo campestre

Shamah Art & Festa – Pelotas Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/
video

decoração formatura laranja


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

coquetel e buffet Shamah Art & Festa

Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração formatura verde laranja e branco


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração casamento verde e branco




Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

eventos empresariais

Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral.

Shamah Art & Festa – Pelotas
Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600
e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com

blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

www.clicfolio.com/shamah_art_e_festa

www.clicfolio.com/shamah_art_e_festa

decoração anos 70

festa realizada em Caxias do Sul - RS decoração Shamah Art & Festa
video

terça-feira, 23 de março de 2010

dicas - festa temática

Festas à Fantasia

A festa temática é ideial para quem deseja sair do tradicional

Fugir das celebrações tradicionais é muito comum, principalmente para quem vai comemorar aniversário. O costume de organizar festa temática já ganhou alguns adeptos no Brasil. Então, basta você escolher direitinho que tipo de evento deseja e começar a pensar nos preparativos.

Mas você sabe como escolher o tema para a sua celebração? Tudo dependerá do que é esperado para o momento.

Para as comemorações infantis, a festa à fantasia é a mais indicada. Porém, quando falamos de um evento para adultos, o leque de opções torna-se maior. Ao fazer o planejamento, o anfitrião precisa ter em mente o que deseja ou sonha para este momento especial. A partir daí, é possível escolher os elementos que deixarão a comemoração totalmente inesquecível.

A festa temática árabe é muito requisitada em nosso País, até porque esta cultura é bastante forte por aqui. Além de ser um tanto quanto exótica, certamente este tipo de evento agradará a todos os convidados. Entretanto, uma festa japonesa, tailandesa ou chinesa também são muito bem-vindas. No entanto, os convidados deverão se vestir a caráter e a comida precisa seguir a tradição de cada país.

Festa temática tipo anos 60, 70 e 80 causam frisson em muitas pessoas. Boa parte dos jovens viveram esta época. E quem não gosta de relembrar o passado cheio de nostalgia? Porém, os convidados também deverão vestir-se de acordo com a época e o DJ deve caprichar no som. Cada década teve um estilo musical e as melodias precisam acompanhar o tema da festa.

Uma festa temática havaiana também fará bastante sucesso. Lembre-se de que, no caso de ser um aniversário, boa comida e bebida não poderão faltar. Sucos naturais, frutas frescas e sanduíches leves são ótimas pedidas. E não será difícil arrumar um traje adequado para
participar do evento. Um luau também permite uma celebração com este estilo. Porém, o organizador precisa ir até a prefeitura de sua cidade e conferir com o setor responsável se pode ocorrer uma festa em determinada praia.

No mês de junho, as festas juninas são as mais requisitadas. Como é bem típica, em qualquer lugar do Brasil acontece uma quadrilha. Já nos meses de julho e agosto, encontramos muitas celebrações estilo country e, no cardápio, podemos incluir um bom churrasco. Enfim, basta decidir o que você espera para a celebração e organizar os preparativos nos mínimos detalhes.

ANOS 50

Também conhecido como “Anos Dourados”, aqui temos Elvis Presley, vestidos rodados , muitas vezes de bolinhas e óculos tipo gatinha.

Foi a época do rock , das lambretas e brilhantina. O jeans também é desta década.

“Dois estilos de beleza feminina marcaram os anos 50, o das ingênuas chiques, encarnado por Grace Kelly e Audrey Hepburn, que se caracterizavam pela naturalidade e jovialidade e o estilo sensual e fatal, como o das atrizes Rita Hayworth e Ava Gardner, como também o das pin-ups americanas, loiras e com seios fartos., os dois grandes símbolos de beleza da década de 50 foram Marilyn Monroe e Brigitte Bardot, que eram uma mistura dos dois estilos, a devastadora combinação de ingenuidade e sensualidade.Ao som do rock and roll, a nova música que surgia nos 50, a juventude norte-americana buscava sua própria moda. Assim, apareceu a moda colegial, que teve origem no sportswear. As moças agora usavam, além das saias rodadas, calças cigarrete até os tornozelos, sapatos baixos, suéter e jeans.

O cinema lançou a moda do garoto rebelde, simbolizada por James Dean, no filme “Juventude Transviada” (1955), que usava blusão de couro e jeans. Marlon Brando também sugeria um visual displicente no filme “Um Bonde Chamado Desejo” (1951), transformando a camiseta branca em um símbolo da juventude.

Já na Inglaterra, alguns londrinos voltaram a usar o estilo eduardiano, mas com um componente mais agressivo, com longos jaquetões de veludo, coloridos e vistosos, além de um topete enrolado. Eram os “teddy-boys”.”

ANOS 60

Uma das características dos anos 60 foi o futurismo, nesta década o homem pisou na lua e criou a moda com características espaciais e futuristas, até hoje os estilistas inspiram-se nela quando se fala em moda do futuro.
A juventude descobriu a moda e pela primeira vez na história surge o conceito de moda jovem, ampliando a massa consumidora.
O look mais marcante da década foi a minissaia e o tubinho usados com botas.
Os anos 60, acima de tudo, viveram uma explosão de juventude em todos os aspectos.
Era a vez dos jovens, que influenciados pelas idéias de liberdade “On the Road” [título do livro do beatnik Jack Keurouac, de 1957] da chamada geração beat, começavam a se opor à sociedade de consumo vigente.
Conscientes desse novo mercado consumidor e de sua voracidade, as empresas criaram produtos específicos para os jovens, que, pela primeira vez, tiveram sua própria moda, não mais derivada dos mais velhos.
Na moda, a grande vedete dos anos 60 foi, sem dúvida, a minissaia. A inglesa Mary Quant divide com o francês André Courrèges sua criação.
Nesse contexto, a modelo Jean Shrimpton era a personificação das chamadas “chelsea girls”. Sua aparência era adolescente, sempre de minissaia, com seus cabelos longos com franja e olhos maquiados. Catherine Deneuve também encarnava o estilo das “chelsea girls”.
Entretanto, os anos 60 sempre serão lembrados pelo estilo da modelo e atriz Twiggy, muito magra, com seus cabelos curtíssimos e cílios inferiores pintados com delineador.
A maquiagem era essencial e feita especialmente para o público jovem. O foco estava nos olhos, sempre muito marcados. Os batons eram clarinhos ou mesmo brancos e os produtos preferidos deviam ser práticos e fáceis de usar”

Dancing Days

ANOS 70
Esta é a moda que caracteriza os anos 70: hippies e românticos. Os revolucionários dos anos 60 começaram a se acalmar nos anos 70. O “hipismo” teve início em uma comunidade idealística que vivia em Haight-Ashbury, distrito de San Francisco, se esquivando da convocação militar para lutar no Vietnã.
Originalmente concentrada em um estilo de vida ideal, sem guerras e competições de ego, o hippie acabou virando modismo. O estilo hippie teve uma exposição global em 1969 durante o festival de Woodstock, em Nova York, influenciando milhares de pessoas a adotar o visual.

Silhueta
Romântica, sonhadora e natural.

Moda
Os primeiro hippies rejeitavam o consumismo e olhavam para o Oriente como inspiração religiosa. A devoção a culturas e religiões exóticas foi absorvida também nas roupas. Sob forte inspiração étnica, ciganas, túnicas indianas, estampas florais e símbolos da paz se misturaram ao básico americano, como o jeans e a camiseta;
A onda do anti-consumo deixou os cabelos crescerem em desalinho. Elegeu os brechós como alternativa para agregar ao visual hippie ícones nostálgicos dos anos 20 e 30, como os chapéus desabados, veludos, cetins e estolas de pluma que ao serem usados por ídolos como Janis Joplin ou Jimmi Hendrix viravam manias;
O ácido (droga) estava sendo testado criando uma fase “psicodélica” que influenciou todas as expressões de arte, da música e da moda;
A onda do feito a mão valorizou tinturas especiais como o “tie-dye” e os trabalhos de “patchwork”, além de toda uma admiração ao artesanato manual que vende bem até hoje nas feiras chamadas de hippie;
Os estilistas cultuados na época eram Thea Portes, que fazia roupas com sofisticados tecidos árabes e turcos, e Laura Ashley, a dama do estampado “liberty”, ambos com lojas em Londres.
“Faça o amor, não a guerra” era o lema do início da década que acaba influenciando a moda. Entre túnicas batik, micros e maxi saias, o jeans acaba sendo o vencedor, de preferência surrado e cheio de enfeites. Quando a década estava terminando iniciava o fenômeno das discotecas, que no Brasil teve seu auge na novela Dancin’ days.
Algodões estampados com pequenas flores (Laura Ashely), anáguas com encaixes de renda, chapéus de palha adornados com flores, cabelos “pré-rafaelistas” suavemente ondulados.
O oriente exerce influência e sedução, mas o domínio foi do “Flower-power - hippie”, nascido em São Francisco, na Califórnia. Os jovens vestiam jeans bordados de flores, pantalonas tipo “Oxford” e saias longas e vaporosas até o chão.
Inicia o domínio de materiais mais sinuosos e suaves, tecidos para todos os tipos de roupa e peças coladas ao corpo realçando a silhueta natural.
Com as mulheres se posicionando em cargos anteriormente ocupados por homens, surgem as roupas formais com um deliberado corte masculino e visual unissex.

Cores predominantes
Coloridos, tons naturais, metalizados, violetas e bordô, ferrugem e alaranjados
A roupa deixa de ser formal. Próxima ao corpo tem lapelas largas nos casacos e calças boca- de-sino. As camisas ganham estampas florais inspiradas em ídolos do rock psicodélico. Esta década transformou a roupa masculina, deixando-as mais coloridas e estilizadas.

A moda que identifica os anos 70

Estilo hippie
Jeans e calças militares usadas com enormes bocas de sino, tachinhas, bordados e muitos brilhos
Camurças com franjas;
Estilo apache;
Estilo safári;
Colares de contas miçangas, bijuterias étnicas;
Saias e calças de cintura baixa com cintos largos ou de penduricalhos;
Estampas florais, Pucci e psicodélicos em quantidade;
Roupas artesanais, materiais naturais e tinturas caseiras;
Bolsas de crochê ou com franjas com alças a tiracolo;
Botas de camurça e sandálias de plataforma;
Saias longas, estampadas, estilo cigana e muita interferência de brilhos e plumas nas roupas, se acentuando no final da década de 60 em uma forte inspiração dos anos 1930 em todas as formas de arte.

Fonte: http://www.tudook.com

coffee break

eventos empresariais

Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral.

Shamah Art & Festa – Pelotas
Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600
e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com

blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

confira nossa qualidade e preço

segunda-feira, 22 de março de 2010

Decoração casamento preto e branco 4


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração casamento preto e branco 3


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração casamento preto e branco 2


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração casamento preto e branco 1


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Etiqueta - Regras básicas

Atitudes à mesa

1. Quem senta primeiro é a anfitriã, que em geral deve também começar a comer primeiro.
2. Come-se com garfo e faca sempre; esta, além de cortar os alimentos , serve como anteparo para o garfo. Hoje é comum comer apenas com o garfo, deixando a faca à espera para cortar algum alimento, colocada em diagonal sobre o prato, á direita, com o fio para dentro.
3. Nunca use o garfo para tirar comida de um prato a ser servido.
4. Antes de levar qualquer alimento à boca, coloque-o em seu prato.
5. Não se deve pegar com o pão o molho que ficou em seu prato.
6. Qualquer coisa que se deva fazer voltar da boca ao prato, deve-se fazer da mesma forma pela qual foi levada a ela. Ex.: Se for um ossinho de galinha voltará com o garfo; se for semente de uva será retirada com a mão em concha.
7. Quando não se sabe a maneira correta de se comer determinada comida, deve-se esperar que os demais o façam e imitá-los.
8. Terminada a refeição, não se cruzam os talheres. Estes devem ser colocados paralelos sobre o prato, a faca com o fio para dentro. Obs.: O pãozinho do couvert é sempre partido com os dedos, a faquinha só servirá para passar a manteiga ou patê. Se o guardanapo cair do seu colo por descuido, não o pegue no chão. Peça outro ao garçom; o mesmo vale para os talheres.

Pode fumar?

Jamais se acende um cigarro enquanto ainda houver outras pessoas comendo, pois o fumo interfere no sabor da comida. A regra vale mesmo que se esteja na ala de fumantes dos restaurantes. Na casa de amigos, cinzeiros à mesa indicam que se poderá fumar. Eles ficam acima do prato, à esquerda dele ou entre duas pessoas. Mas, se o anfitrião não toma a iniciativa, o convidado deve pedir licença para fazê-lo.

O que fazer com o espetinho?

Cada pessoa usa sempre o mesmo. Depois de levar o queijo ou o petisco à boca, o correto é ficar segurando o espeto ou, se houver um pratinho, deixá-lo pousado até o momento de pegá-lo de novo para servir-se de outra porção.

Quando uma pessoa se levanta para atender ao telefone ou pegar algo, as demais não precisam parar de comer até ela voltar.

Guardanapo no colo e na mesa

*A primeira coisa a fazer ao se sentar é colocar o guardanapo no colo. Se estiver engomado, mantenha-o dobrado na horizontal pelos vincos.
*Sempre que for levar o copo à boca, passe antes o guardanapo nos lábios. Caso você precise se levantar durante a refeição, coloque-o sobre a toalha, à esquerda do prato, sem dobrar. Quando terminar de comer, faça o mesmo.
*O guardanapo de papel é bem aceito no dia-a-dia ou para receber amigos íntimos. Seu lugar também é no colo. No fim, nunca o deixe dentro do prato, e sim sobre a toalha, à esquerda do prato, como o de pano.
*Em ocasiões formais ou em restaurantes sofisticados, não é recomendável o uso do guardanapo de papel dentro do de tecido para poupá-los das manchas de batom. Em casa, pode.
*Se você encontrar um guardanapo de papel dentro do de pano, use-o para absorver o excesso de batom na primeira vez que for secar os lábios. Depois, conserve-o dentro do de tecido, sobre o colo, e só utilize o de fora.
*Caiu no chão? Num restaurante, o melhor é esperar que o garçom se aproxime e fazer um sinal mostrando o guardanapo caído.. Ele deve apanhá-lo e trocar por outro. Você só agradece. Na casa de amigos, cada um recolhe o seu e o recoloca sobre as pernas.

Sem esquentar a bebida

Segure o copo com vinho ou com champanhe pela haste para não alterar a temperatura da bebida com o calor da mão. O mesmo não vale para água ou refrigerante porque essas bebidas não requerem rigor quanto à temperatura.

Não, obrigada

Na casa de amigos, se você não bebe, pode recusar drinques ou vinho explicando aos anfitriões: "Obrigada, não tomo álcool". Se um garçom ou uma empregada está servindo, responda apenas: "Não, obrigada". Ao recusar, jamais cubra o copo com a mão.

Em mesas finas não há paliteiros. O ideal é deixar os palitos visíveis para os convidados no banheiro social.

Tomando sopa

Encha a colher de sopa inclinando-a da borda do prato mais próxima a você em direção à mais distante. Sorva o líquido pela lateral da colher, nunca pela ponta. Se estiver quente, mexa suavemente, mas sem soprar. Quando não estiver segurando a colher, deixe-a dentro do prato fundo, não sobre o sousplat ou sobre o prato raso (um dos dois deve estar sob o prato fundo). Caso a sopa seja servida em taça de consomê, a colher deve ficar sobre o pires que a acompanha. É deselegante virar o prato de sopa para tomar o líquido até a última gota.

As argolas estão de volta

De metal, de resina sintética ou de porcelana colorida, as argolas de guardanapo voltaram às mesas. No caso das de metal, podem ser diferentes entre si (uma sugestão é adquiri-las em antiquários), mas os guardanapos devem ser iguais. Elas são colocadas sobre o prato ou à esquerda dele. Quando o pano for ao colo, a argola fica pousada sobre a mesa, à esquerda. Tome o cuidado de apoiá-la de modo que não role. Há duas maneiras simples de montar um guardanapo:
*Dobre-o ao meio, enrole e passe a argola.
*Abra o guardanapo sobre uma superfície, levante-o pelo centro e coloque-o na argola deixando as pontas irregulares.
*Para conseguir um belo efeito, é possível usar dois guardanapos de cores diferentes ou um estampado e o outro liso. Enquanto se come, os dois ficam no colo.

Pratos e talheres descartáveis só são permitidos em situações muito informais, como um almoço na praia ou numa casa de campo ou em festas infantis.

Onde ficam as mãos

Durante uma refeição, quando os talheres não estão sendo usados, o correto é deixar os antebraços na borda da mesa, nunca no colo. Também é possível pousar apenas um dos cotovelos na borda. As cadeiras de braço, muito comuns em restaurantes finos, podem servir como apoio. Enquanto se mastiga, seguram-se os talheres sobre o prato. Só se coloca mais comida no garfo depois que se terminou de mastigar. Se você está com uma colher de sobremesa ou de sopa na mão direita, não deixe a esquerda no colo ou no braço da cadeira. Apóie o pulso ou o antebraço esquerdo na borda da mesa.

Como comer certos alimentos

1. Alcachofra é comida com os dedos. As folhas são tiradas uma a uma e mergulhadas no molho, depois a parte tenra é levada a boca e o restante da folha é colocado num canto do prato. A parte do centro é retirada com a ajuda do garfo e então cortada para ser degustada aos poucos.
2. Azeitonas são levadas à boca com os dedos ou palito e o caroço rejeitado sobre a mão em concha (cobrindo a boca), colocado no canto do prato.
3. Compota de Fruta é comida com o garfinho e colher; banana come-se com garfo e faca e as frutas com bagaço procede-se da mesma forma que a azeitona.
4. Alface não deve ser cortada, a faca ajudará a dobrar cada folha com o garfo.
5. Frango não se come com as mãos, por mais descontraída que seja a mesa. Usam-se garfo e faca. Em último caso, para não deixar constrangidas as pessoas que não usam os talheres, pega-se a asa ou a coxa com um guardanapo de papel.
6. Massa não deve ser cortada, e sim enrolada no garfo com auxílio da colher.
7. Ostras e Mexilhões quando apresentadas dentro das conchas sobre gelo, são abertas com a mão, temperadas com limão e comidas com o garfinho especial. Ao final, usa-se beber na própria concha o delicioso extrato ali encontrado. Champanhe é a bebida mais indicada para acompanhar as ostras.
8. Lagosta em mesas mais formais não é servida na casca, quando só pode ser comida com as mãos, o garfinho de ostras e ainda a ajuda de uma espécie de alicate ou quebra-nozes. Este funciona para destacar as articulações. Pega-se a lagosta com a mão esquerda e com a direita retiram-se os tentáculos e a cauda. Com o garfinho come-se a carne do corpo do crustáceo, desprezando a parte esverdeada.
9. Caviar é servido sempre gelado num recipiente de vidro onde é colocado gelo picado. Come-se o caviar colocando-o com uma faquinha sobre a torradinha, acompanhado de ovo cozido picado e cebola ralada apresentados em pratinhos. Outro modo de comer caviar é com garfo e faca, sobre "blinis" (uma mini panqueca).
10. Escargot (ou caracol) pode ser uma entrada, apresentado em sua própria concha ou distribuído em travessas refratárias e servidos bem quentes. Fixa-se a concha com a pinça e, com a outra mão, retira-se o molusco usando um garfinho.

Modo de andar

Não use o pretexto de estar sem salto ou calça comprida para adquirir o hábito de andar a passos largos, de fechar as portas com o pé ou de subir os degraus da escada quatro a quatro. Você deve andar com elegância, calma e desembaraço: Não pise com a ponta dos pés nem com os calcanhares; o pé pisa por inteiro para distribuir o peso do seu corpo de forma a ter a postura correta. Os ombros devem estar na curvatura normal, sem sacudir. O tórax deve ser mantido firme e os braços devem cair suavemente ao longo do corpo. Lembre-se: seu andar deve ser natural.

Modo de sentar

Poltrona não é cama. Não se jogue sobre ela como se estivesse sempre cansada (o). Isto revela pouca educação. Adquira o hábito de sentar corretamente. Corrija as costas, não separe os joelhos, arrume a saia discretamente e apóie-se bem contra o encosto para evitar má postura.

Pontualidade

Pontualidade é essencial. Deve-se cumprir rigorosamente os horários estipulados em sua agenda, atrasos podem queimar todas as suas chances. Ao assumir um compromisso, seja pontual e não reclame se houver um pequeno atraso. Avisar sempre que surgir algum imprevisto para não deixar os outros esperando e poderem mudar seus planos a tempo.

Gafes sociais

Ninguém está livre de dar um "fora". Seja à mesa ou conversando com alguém, se acontecer com você, limite-se a desculpar-se e não toque mais no assunto. A pior coisa é chamar a atenção em demasia para o fato.

Pronto para fazer contato

O dia-a-dia é feito de muitos contatos: visitas a agências, empresas, apontamentos com os clientes e mesmo contato com os colegas. Sua apresentação pessoal deve ser a mais simples possível (roupas discretas e limpas, maquiagem suave, cabelos "sempre" limpos e nada de jóias ou acessórios chamativos - o tipo perua pode ser prejudicial). Ao chegar nos lugares sempre cumprimente as pessoas. Evite falar alto, isso significa falta de educação. Outro detalhe importante é não exagerar no perfume, em excesso se torna desagradável.
Obs.: Sempre que tiver alguma dúvida, pergunte, informe-se, e não tenha vergonha. Ruim, é ficar boiando no assunto.

O que evitar

Em primeiro lugar, jamais puxe o saco de alguém para conseguir um trabalho. Ser simpático e agradável é praticamente uma obrigação, mas forçar a barra, jamais!!!
Sempre que possível, avise à empresa ou ao cliente sobre eventuais atrasos de sua parte, para não deixar todos esperando. Imprevistos podem acontecer, mas a obrigação de avisar é somente sua, Se for possível, trabalhe com um bipe ou celular, para ser encontrado com facilidade.
Sempre que você representar sua empresa ou cliente em alguma ocasião social, esteja vestido de acordo. Lembre-se de que você é uma espécie de "relações públicas" de sua empresa ou cliente, e que sua imagem é a imagem dela.
Existem épocas de pouco trabalho e épocas de trabalho intenso. Procure informar-se quais são elas na empresa em que trabalha para não ficar ansioso, ou até mesmo, um tanto nervoso.
Geralmente o trabalho é diário e o horário fixo, portanto, preste muita atenção nisto para criar problemas com horário.
Seja perseverante e acredite em você. Isso é muito importante para vender uma boa imagem. E tenha paciência: o sucesso só acontecerá na hora em que você estiver pronto.

Dentro do avião

Procure manter-se em sua poltrona.
Ao ler o jornal evite abri-lo muito.
Ao comer, mantenha os cotovelos bem junto ao corpo.
Antes de inclinar a poltrona, verifique se o passageiro de trás não está com a mesinha aberta.
Fale baixo.
Evite ficar passeando pelos corredores.
Não insista em conhecer a cabine de comando.
Não se espreguice e nem boceje.
Seja rápida ao usar o banheiro e deixe tudo impecável.
Ao acordar penteie logo os cabelos.
Se não gostar da comida não reclame.
Procure não organizar grupinhos para contar piadas, jogar cartas...
Pergunte à aeromoça se é permitido o uso de um determinado objeto antes de acioná-lo.
Não se aproprie de nada para levar de "lembrança".

Roupas

Se você vai viajar de avião prefira roupas e sapatos confortáveis. Nada que amarrote ou aperte. Um conjunto de calça com blazer é super elegante.

Situações embaraçosas

Espinha de peixe

Ao mastigar um peixe com espinha não perca a classe. A forma mais sutil de se livrar é cobrir a boca com a mão esquerda em forma de concha, pegar a espinha com os dedos polegar e indicador e colocá-la num canto do prato.

Azeitona com caroço na empadinha

Coma a azeitona, cubra a boca com a mão esquerda em concha, leve o garfo até os lábios para recolher o caroço e coloque-o no prato. Se isso acontecer num coquetel, cubra a boca com a mão em concha e pegue o caroço com o polegar e o indicador. Depois embrulhe-o no guardanapo de papel.

Atchim !!!

Não dá para segurar o espirro? Coloque o mão em concha sobre o nariz e os lábios e tente espirrar sem fazer barulho, mantendo a boca fechada. Caso seja imprescindível assoar o nariz durante a refeição, procure fazer o mínimo de ruído e cubra a mão direita, que estará com o lenço, com a esquerda..

Com licença volto logo...

Essa é a melhor saída para quando se precisa ir ao banheiro no meio de um jantar. Sempre discreta, peça licença à pessoa sentada ao seu lado, tomando o cuidado de não interrompê-la se ela estiver falando.

Aspargos

Quando preparados frescos são apresentados ao molho de manteiga e comidos com a mão. Pega-se pela extremidade mais rija e come-se a parte tenra, deixando-se num canto do prato a região fibrosa. Existem pinças específicas para comer aspargos, mas é raro encontrá-las num serviço.

Talheres

Uma das regras básicas de etiqueta refere-se à disposição correta dos talheres na mesa em que será servida a refeição.

Os talheres são dispostos de acordo com a ordem que será servido o cardápio, de fora para dentro.
Colheres e facas à direita, estas com o fio para dentro; garfos à esquerda, única exceção é o garfinho de ostra, que fica à direita.
Os talheres de sobremesa podem ser colocados, desde o começo da refeição, acima do prato: a colher com o cabo voltado para a mão direita do comensal; o garfinho abaixo dela, com o cabo à esquerda, facilitando seu manuseio.

Não se deve colocar mais de três facas e três garfos à mesa. A parte côncava da colher e do garfo fica apoiada na mesa, mas quando houver monograma, em geral os talheres antigos de família, deixa-se à vista, o cabo virado para cima. Esta modalidade, mais tradicional, ainda segue sendo usada, mesmo sem monograma.
Comuns no inverno pelo aconchego que criam, as velas são usadas exclusivamente em jantares, mas não significam mais cerimônia. Brancas, em candelabros de prata ou cristal, destinam-se a jantares formais; coloridas, sobre castiçais de cobre ou madeira, são rústicas. Elas devem ser acesas antes de iniciado o jantar.

Arrumação da mesa

Coloque os talheres de jantar ao lado do prato segundo a ordem que serão usados. Os que estão mais para fora serão para a entrada. Como as facas são manuseadas com a mão direita, elas ficam à direita do prato, com a parte cortante para dentro, e os garfos à esquerda. Se houver colher de sopa, ela fica à direita da faca da entrada. Acima do prato ficam os talheres de sobremesa: o garfo com o cabo voltado para a esquerda e a colher com o cabo para a direita. Se houver faca de sobremesa, ela também vai logo acima do prato, antes do garfo, com o cabo virado para a direita.

Uso e lugares do copo

Os copos ficam sempre acima do prato, da metade para a direita, em ordem de tamanho decrescente. Na maioria dos conjuntos de cristal, os copos diminuem de tamanho nesta ordem: água, vinho tinto e vinho branco. A taça de champanhe, se houver, fica um pouco atrás, entre o copo de vinho tinto e o de água. Para sucos e refrigerantes, usa-se o de água, com ou sem pé - nunca utilize taça de champanhe ou de vinho. Se os anfitriões sabem que um convidado prefere cerveja a vinho, deixam o copo adequado numa bandeja sobre um aparador próximo e substituem o copo de vinho.

Para comer peixe

Se o seu faqueiro tem talher de peixe, o ideal é comer entradas com peixe, camarão ou outros frutos do mar com eles. Se a entrada e o prato principal levarem esses ingredientes, coloque na mesa dois pares de talher de peixe para não misturar os sabores. Caso não os tenha em quantidade suficiente, reserve-os para o prato principal e use garfo e faca tradicionais para a entrada. Para receitas em que o peixe aparece misturado a outros alimentos, como um risoto de salmão, o correto é usar talher de peixe, mas admite-se adotar garfo e faca comuns.

Quero mais

Onde ficam os talheres quando repetimos um prato? Se não há descansa-talheres, próprios para jantares informais, a opção mais natural é deixar a faca sobre a toalha, com o fio para dentro, à direita do prato, e o garfo à esquerda. Se ficar com pena de manchar a toalha, ao aproximar o prato da travessa para servir-se novamente, segure o garfo e a faca com a mão esquerda, sob a borda do prato. Quando é a dona da casa que serve, segure o prato com os talheres com a mão direita. Havendo descansa-talheres, descanse a faca à direita, com o fio para dentro, e à esquerda dela o garfo, virado para cima.

Como comer a sobremesa com garfo e colher

Garfo e colher facilitam comer sobremesas como uma torta ou fruta servida com sorvete ou calda. A função do garfo, que fica na mão esquerda, é fixar o que será partido com a colher, mantida na mão direita. Com a colher se leva o alimento à boca e também se recolhe a calda. Depois de partir a fruta, pode-se deixar o garfo dentro do prato, à esquerda, virado para cima.

Eles são difíceis de pegar

Ao colocar no garfo ervilha, arroz, salada e outros alimentos servidos em pedacinhos, mantenha-o virado para cima e, com a faca em diagonal, empurre a comida até o garfo.
Alimentos como carne e peixe são fixados com o garfo e partidos com a faca. Para servir-se de purês, suflês e outras receitas pastosas, vire o garfo para baixo e nas costas dele pressione levemente com a faca uma pequena porção do alimento.

Durante a pausa

Ao fazer uma parada no meio da refeição para beber, conversar ou usar o guardanapo, deixe os talheres dentro do prato, em diagonal, o garfo à esquerda virado para baixo e a faca à direita, com o lado cortante voltado para dentro. É errado apoiar os cabos na mesa ou pousar apenas a faca na borda do prato.

Como pousar os talheres depois que terminamos de comer

Coloque os talheres paralelos sobre o prato. Tanto faz que seja na horizontal, na diagonal ou na vertical, mas mantenha a faca acima do garfo ou à direita dele. Se a sobremesa (um sorvete com frutas, por exemplo) foi servida de modo correto, isto é, numa taça sobre um pratinho, ao terminar de comer deixe a colher e o garfo no prato, a colher à direita e o garfinho à esquerda. Se não houver prato sob a taça, os talheres ficam sobre a mesa mesmo, à direita. Caso o doce tenha sido servido em um pratinho, ao final deixa-se a colher sobre ele na horizontal e coloca-se
o garfinho dentro da colher. Também é correto pousá-los paralelos.

A vez dos canhotos

Canhotos que não conseguem cortar os alimentos com a faca na mão direita esperam que o primeiro prato seja servido e então, com naturalidade, trocam de lado os talheres e usam a faca na esquerda e o garfo na direita. Com os copos fazem a mesma coisa. Quando terminam de comer, deixam
a faca à direita do garfo, dentro do prato servido, como fazem os destros. A anfitriã que vai receber um canhoto pode dispor os talheres como ele vai utilizá-los: colher de sopa e faca à esquerda e garfo à direita. É uma deferência ao convidado.

Cerimônia de núpcias

O mês de maio é o mês das noivas mas ainda bem que as pessoas não escolhem somente este mês para casar. Com a ajuda do livro "Etiqueta na Prática", de Célia Ribeiro (Editora L&PM), vamos fixar algumas regras que não devem ser esquecidas quando a pauta é uma cerimônia de núpcias.

Não esqueça de confirmar a presença quando o convite pedir "R. S. V. P.".

O convite que prevê apenas cerimônia religiosa não compromete o convidado a comparecer se ele tiver conhecimento de que haverá também uma recepção para a qual ele não tenha sido convidado.

Na confecção de convites, pais divorciados convidarão juntos, sem que constem os nomes de seus atuais cônjuges.

Os casamentos íntimos podem optar por uma participação que deve ser enviada no dia imediatamente posterior à realização do matrimônio. Quando for feita pelo casal, deverá constar o endereço, oferecendo a residência ao pé do cartão.

Apenas o noivo e o pai do noivo devem usar fraque. Aos padrinhos deve ser solicitado terno escuro e camisa branca independente do horário de realização da cerimônia.
No casamento religioso pela manhã, a noiva terá um traje menos pomposo, evitando os brilhos.

Fica vedado tanto a madrinhas como a convidadas estarem de traje branco, reservado exclusivamente à noiva.

Mesa de verão

O calor do verão convida para almoços e jantares mais íntimos, despojados e com menor sofisticação. Para afugentar o calor prepare um ambiente com tons pálidos e frescos, abuse de tecidos crus, objetos de mesa que lembrem cenários naturais e muito, muito vidro e cristais grossos. Disponha sobre a mesa flores não muito aromáticas, pães e escolha jarras bonitas para servir os líquidos.

Algumas regras úteis para receber seus convidados

Se não dispõe de um serviço doméstico e tudo vai depender de você, planeje tudo com antecedência e escolha cardápios que não exijam nenhum trabalho de última hora. Não deixe seus convidados esperando;

Não esqueça da regra básica: os talheres devem ser colocados na ordem de seu uso, de fora para dentro, e as facas devem sempre manter o fio voltado para o prato. Os garfos são colocados à esquerda, as facas e colheres à direita e os talheres para sobremesa à frente do prato;

Os copos, colocados diante dos pratos, seguem a seguinte ordem, da esquerda para a direita: água, vinho tinto, vinho branco, postados em linha reta, paralela à mesa. O copo de água já deverá estar servido quando os convidados sentarem à mesa;

Antes de servir a sobremesa devem ser retirados todos os pratos e complementos como saleiros, pimenteiras, pratinhos de pão etc.;

Se você utilizar um sousplat (prato maior, de metal, vidro ou porcelana, colocado abaixo do prato em que serão servidas as comidas quentes) ele deverá permanecer na mesa nas trocas de pratos até que a refeição esteja terminada sendo retirado para servir a sobremesa;

Não coloque na mesa paliteiros e cinzeiros;

Não é obrigatório decorar os pratos como um profissional para receber, mas é sabido que a boa aparência dos pratos é muito importante para quem deseja ser bom anfitrião;

Convide os comensais para a sala de estar e ali sirva café e, posteriormente, os licores.

O convidado de honra sempre fica à direita da dona da casa, e a convidada de honra, à direita do dono da casa. É sinal de deferência sentar-se à direita dos donos da casa;

Guardanapo de papel - Antigamente não se usava guardanapo de papel, mas hoje em dia é difícil encontrar alguém que lave e passe, então algumas pessoas colocam dentro do guardanapo de tecido um guardanapo de papel, para poupar o tecido de manchas de gordura ou de batom, isso facilita o trabalho de quem vai lavar. Informalmente pode-se usar guardanapos de papel. Dê preferência àqueles coloridos, com desenhos, que são bem bonitos;

Onde colocar o guardanapo - O guardanapo deve sempre ser colocado sobre o prato ou do lado esquerdo dele, mas o garfo não deve jamais ficar por cima;

Arranjo para decorar uma mesa - Num jantar sentado, o melhor arranjo é baixo, para não atrapalhar os convidados;

Velas são usadas exclusivamente em jantares, mas não significam mais cerimônia. Brancas, em candelabros de prata ou cristal, destinam-se a jantares formais; coloridas, sobre castiçais de madeira ou cobre, são rústicas. Elas devem ser acesas, pela empregada ou pelos donos da casa, antes de iniciar o jantar.

O cardápio

SEQÜÊNCIA: há uma ordem a seguir ao se elaborar o cardápio de um almoço ou jantar, ainda que não sejam servidos todos os alimentos relacionados. O mais comum é servir entrada, o prato principal que pode ser carne branca ou vermelha com guarnição e salada, sobremesa e queijos ou frutas. Nos menus mais requintados é servido o sobert, um sorvete muito leve, de fruta cítrica com pouco açúcar, conhecido como tira-gosto. O sobert serve para tirar o gosto do prato anterior, preparando o paladar para o seguinte.
1- Entrada ou hors d'oeuvre
2- Sopa
3- Peixe ou Ave
4- Carne com guarnição
5- Salada
6- Queijos
7- Sobremesa
8- Frutas

For memory: ou Pour Memoire - é um lembrete feito por telefone ou num cartão com data, horário e local da reunião, seguidos da sigla P.M. (pour memoire). É utilizado no caso de contatos casuais, para reiterar o convite.

Convites -recados: Evita-se deixar recados de convites, por telefone ou através de terceiros. Uma jovem que deseja convidar um rapaz para a sua festinha não deixará o recado com a empregada, mas, se for alguém da família dele ao telefone, devidamente identificado, poderá fazê-lo. É mais um caso em que cabe o "for memory" a ele, mais tarde.

Para freqüentar

Como recusar um convite

Para recusar um convite sem ser indelicada basta usar da verdade ou dê uma desculpa atenciosa, sempre com antecedência, para que a anfitriã possa em seu lugar convidar outra pessoa. O correto é sempre enviar flores no dia do jantar. Se acontecer um imprevisto de última hora avise imediatamente a pessoa e explique por que não será possível comparecer à festa.

Retribuir um convite

Receber em casa não é a única maneira de retribuir um convite. Você pode convidar as pessoas para ir a um restaurante e, é claro, pagar a conta.

Hora de ir embora

Vá embora quando tiver vontade ou se a animação for muita, fique de olho no resto dos convidados e saia quando perceber que só restam poucas pessoas.

Roupa repetida

Repetir roupa não é nada feio é até muito normal. A mesma roupa pode e deve ser usada quantas vezes você precisar. Só na hora de escolher roupa de festa em geral mais chamativa e marcante, que você deve prestar atenção. Evite repetir quando a turma de convidados for a mesma e o espaço entre as festas for muito próximo. Dê uma variada e depois volte a usar a roupa numa boa.

Cumprimentar os empregados

Os convidados devem cumprimentar os empregados afinal são pessoas não são? Ao entrar numa casa ou restaurante, dê boa noite ao porteiro, agradeça toda vez que o garçom servi-la e ao deixar o lugar diga até logo. Cumprimentar é regra básica da boa educação.

No dia a dia

Gorjeta - Antigamente quando se falava em gorjetas pensava-se entre 10% e 20%. Mas os tempos mudaram e o dinheiro também. Manicure, depiladora, cabeleireiro, etc. Todos devem receber até 10%.

Lembra-se de mim? - Se você não fizer idéia do nome da pessoa não se desespere, essas coisas acontecem. Diga simplesmente: "Lembro-me perfeitamente de você, mas infelizmente, seu nome me escapa."

Em família

Jamais deixe sua casa entregue a um bando de adolescentes. Oriente um empregado para que ajude a controlar a garotada.

Filhos de amigos - Impor seus limites às crianças dos outros em sua casa é muito complicado. O ideal é chamar a atenção com educação, pois os pais vão ter liberdade de dizer se não gostaram dessa atitude.

Briga de crianças - Se os filhos de seu convidado e os seus filhos começam a brigar compulsivamente não fique constrangida, separe a briga como se as crianças fossem suas.

Comunicando uma separação - Comunique sua separação apenas para as pessoas queridas e amigos. É melhor que elas saibam por você do que por terceiros. Ligue para elas, conte o que aconteceu, exponha sua versão (caso seja necessário). É sinal de que você se importa com essas pessoas e uma forma educada de agir.

No trabalho

Seja discreta. Não use perfumes carregados.
Respeite a mesa de seu colega.
Nunca se atrase para uma reunião.
Jamais deixe alguém esperando na linha.

Cartões de visita - Oferecer cartões de visita é a postura mais profissional que pode haver. Recomenda-se que os cartões sejam pequenos (menores que um cartão de crédito). Os cartões devem ser entregues ao final de uma conversa ou quando você vai mudar de roda. Também deve ser entregue à secretária de alguém com quem você terá uma reunião.

Ultrapassando fronteiras - É uma situação delicada dizer a um companheiro de trabalho que ele esta ultrapassando as fronteiras. Quando a razão se sobrepõe ao emocional, conseguimos dizer o que é preciso aos colegas ou aos superiores sem nenhum constrangimento. Faz parte das relações de trabalho de maneira simples, objetiva, clara mostramos os limites das atribuições de cada um. Tornamos transparentes as funções e definimos espaços. Se os limites e atribuições não estão claros, o problema não é de etiqueta, mas de gerenciamento de trabalho.

Atraso em reunião - O tempo máximo permitido de atraso em uma reunião é simplesmente nenhum. Um profissional cumpre horários, senão nem precisaria se perder tempo marcando hora, data e local. O melhor é combinar o seguinte: as secretárias das pessoas que deverão estar na reunião se comunicarem entre si e confirmam se de fato o horário marcado será mesmo para todos.

Elevador

Como agir se me deparar com o dono da empresa no elevador?
Cumprimente com um bom-dia e despeça-se com um até logo caso desça antes dele. Não puxe assunto - se ele quiser conversar com você, tomará a iniciativa.
Se estiver falando com alguém, devo interromper a conversa quando o elevador chegar ou posso terminá-la lá dentro?
Interrompa sempre, inclusive papos no celular. Quem está no elevador não tem nada a ver com os seus assuntos.

Chefe

É possível discordar dele sem melindrá-lo?
Sem se exaltar, deixe claro que entende o ponto de vista dele, mas acha que a questão pode ser abordada de outra maneira. Exponha então seus argumentos com calma e diplomacia. Se possível, aproveite algo da idéia do seu chefe, adicionando sugestões.
- Sempre acontece de eu estar cheia de trabalho e o meu chefe chegar com mais uma tarefa. Como dizer não.
Explique a ele tudo o que está fazendo, mas apresente soluções para o impasse. Pergunte, por exemplo, se poderia realizar essa tarefa em outro momento. Senão, discuta com ele quais são as prioridades. Mas nunca diga não.
- Posso presenteá-lo no Natal?
Sim, desde que tenha um bom relacionamento com ele. Se a relação é distante, vai parecer bajulação.
- Numa comemoração profissional, devo propor um brinde ao chefe? Ou o correto é deixar que ele se pronuncie antes?
Pode tomar a iniciativa, até porque ele não brindará a si. Só não se esqueça de elogiar o trabalho da equipe também, validando o mérito de todos.

Colegas

- Como dizer a um colega que ele fala alto demais ao telefone?
Abrir o jogo é inevitável, mas seja cuidadoso na escolha das palavras. Você pode dizer: "Desculpe, não me leve a mal, mas eu acabo perdendo a concentração...".
- Às vezes tenho que tratar de alguns assuntos particulares por telefone, o que acaba tornando-os meios públicos. Até que ponto é correto dividir problemas com meus colegas de escritório?
O melhor é ser discreta. Se precisar resolver alguma pendência, procure telefonar em períodos em que o ambiente esteja mais vazio - como a hora do almoço.
- Um colega pergunta quanto eu ganho. O que responder?
Questões salariais não devem ser compartilhadas e ponto. Quem cometeu a gafe foi ele ao perguntar. Você pode dizer que se trata de uma questão particular e que não se sente à vontade para falar sobre isso.

Reuniões

- Cheguei atrasada à reunião. É possível contornar a situação?
O jeito é entrar silenciosamente, sentar-se no lugar mais próximo da porta e, no primeiro intervalo, desculpar-se com a pessoa que está chefiando o encontro.
- Como sair no meio de uma reunião sem criar mal-estar?
Converse antes com o chefe ou o condutor da reunião. Fique perto da saída e deixe a sala discretamente.
- Entrei há pouco na empresa. Nas primeiras reuniões, devo me conter ou participar ativamente para mostrar meu potencial?
Saber ouvir é sinal de boa educação. Além disso, é prudente conhecer o território antes de se expor. Mas vá bem preparado: se solicitado, você terá chance de brilhar.

E-mail

- A mensagem profissional deve ser formal?
O tipo de relacionamento dá o tom. Se o destinatário é desconhecido, comece com "Prezado fulano" ou "Senhor fulano" e despeça-se com "cordialmente". Se for um cliente antigo ou amigo, tudo bem mandar um abraço.
- Comvém pedir comprovante de recebimento de e-mail?
Sim, desde que a mensagem seja realmente importante.

Celular

- Se estiver aguardando uma ligação urgente, posso deixar o celular ligado em uma reunião? Devo prevenir meu chefe?
Explique a situação a quem estiver no comando do encontro. Sente-se perto da porta, deixe o celular no vibracall e saia da sala para conversar ao telefone.
- Quando um colega não está na sala e o celular dele toca sem parar, atendo e anoto o recado?
Jamais! Celular é muito pessoal. Seu colega errou ao deixá-lo ligado enquanto estava fora. Comente o que aconteceu assim que ele retornar. Se o fato se repetir, como último recurso desligue o aparelho e peça, gentilmente, que ele faça o mesmo quando precisar sair.

Festas

- Preciso contribuir para o presente de casamento de um colega?
Sim, mesmo que não vá à cerimônia. Não há como fugir.
- Pega mal se eu não participar do amigo-secreto do final do ano?
Claro, você corre o risco de parecer antipático.
- Como casar sem ter que convidar a empresa inteira?
Todo mundo sabe que casar custa dinheiro e pode compreender que o número de convidados seja limitado. Outra opção é dizer que se trata de uma pequena cerimônia, para familiares, e não convidar ninguém.

Família

- Fiquei grávida. Convém comunicar primeiro às chefias?
Sim, o chefe tem de ser o primeiro a saber da novidade e quanto mais rápido isso ocorrer, melhor.
- Uma colega acaba de ter bebê? Devo visitá-la?
Só os íntimos devem ir à maternidade. Mande flores e combine uma visita quando ela já estiver em casa.
- O pai de um colega faleceu. Não somos próximos e tenho dúvidas se devo cumprimentá-lo e o que dizer em tal circunstância.
O importante é a solidariedade. Quando o colega voltar ao trabalho, você deve ir cumprimentá-lo, dizendo que soube do que houve e que sente muito pela perda.

Entrevista de emprego

- Quais são os erros mais comuns e como evitá-los?
Os exageros são os maiores inimigos. Use roupa e perfume discretos. Seja pontual e, na entrevista, contenha os gestos que denunciem nervosismo, como balançar o pé, ajeitar o cabelo, falar sem parar ou mexer nos objetos da mesa do entrevistador. Na dúvida, imagine como você reagiria se estivesse no lugar do outro. Essa é uma ótima tática para evitar erros.

Demissão

- Fui demitido. Saio calado ou comento com meus colegas?
Você pode escolher, dependendo de como se sentir melhor: ir embora e mandar um e-mail para os mais chegados depois ou dizer tchau sem se prolongar. Evite reações muito emocionais - não esqueça que a empresa pode ser solicitada a dar referências mais tarde.

Almoços profissionais

- Posso beber uma taça de vinho em um almoço de negócios?
A iniciativa de pedir a bebida deve partir sempre de quem convidou. Se é esse seu caso, pode. Desde que saiba que uma taça não vai alterar seu comportamento.
- Se meu prato chegar antes, o correto é começar a comer?
De jeito nenhum. Espere até que todos estejam servidos.
- Devo me oferecer para rachar a conta quando sou convidado?
Não. Em almoços de negócios, quem convida paga.

Situações delicadas

- O que fazer quando um colega tem mau hálito? Avisar ou não?
Seja amistoso e dê um jeito de alertá-lo, por mais constrangedor que pareça. Ele certamente agradacerá.
- Bebi demais na festa e não sei se dei vexame. Como agir no dia seguinte? Devo pedir desculpas aos meus superiores?
Aja como se nada tivesse ocorrido e deixe tempo cuidar do restante. Insistir no assunto só piora. Você deve pedir desculpas apenas se tiver sido desagradável ou inoportuno com alguém. Nesse caso, vá diretamente até a pessoa ofendida e expresse seu arrependimento. E nunca mais cometa esse deslize de novo!

fonte: Sulcom Ltda

Regras de Etiqueta para Casamento II

Os convidados devem seguir as regras normais de etiqueta a mesa, como colocar o guardanapo no colo, usar os talheres na seqüência de fora para dentro; comer pausadamente e com moderação. A pessoa nunca é obrigada a comer tudo o que lhe servem e também não é necessário deixar nada sobrando no prato.

Há vários tipos de recepção como francesa, à inglesa e à americana, e cada uma com suas regras de etiqueta específicas.

Colocar os cotovelos na mesa, nem pensar, mas não fique ereto e em posição de estátua o tempo todo. Se quiser, pode recusar o prato a ser servido; isso não o tornará deselegante. Os talheres a serem usados começam na ordem de dentro para fora.

Evite também na mesa abordar assuntos que poderão gerar polêmicas entre os convidados como política, religião, futebol, dinheiro, etc.

A vestimenta branca deve ser reservada para a noiva, os demais convidados podem optar por cores neutras. Mulheres não precisam necessariamente usar longo, desde que o vestido seja compatível com o horário da cerimônia. Se a noiva quiser as madrinhas com o mesmo vestido, é responsabilidade dela de comprar ou alugar os trajes.

Os noivos podem sim fazer a lista de casamento. Isso facilita para os convidados e para os noivos que não correm o risco de ganhar presentes repetidos. Mas atenção, nada de colocar o cartão da loja no convite; os convidados é que devem perguntar onde a lista se encontra.

Outro detalhe importante e que por vezes gera polêmica entre os noivos e respectivos familiares é: Quem paga o que?
Abaixo segue as regras mais comuns lembrando de que tudo pode ser pacificamente negociado entra as familias.

A familia do Noivo geralmente paga:
- Viagens de Lua de Mel para os noivos
- A roupa do noivo

A familia da Noiva geralmente paga:
- O vestido de noiva
- Convites de Casamento
- Fotografo
- Taxas da Cerimônia religiosa
- Festa de Casamento

A noiva geralmente paga:
- Custos com exames médicos e testes sanguíneos
- Despedida de Solteira ou Chá de Cozinha
- Cabeleireiro e Maquiagem

O noivo geralmente paga:
- Taxas da Cerimônia do Cartório Civil
- Alianças
- Custo com exames médicos e testes sanguíneos
- Jantar de Despedida de Solteiro
Veja mais em: – Regras de Etiqueta | Cezar Liper

Regras de Etiqueta para Casamento I

Vai se casar em breve? Há algumas regras de etiqueta que é importante conhecer. A etiqueta sempre é recomendada, independente do ambiente em que a pessoa se encontra. Mas, nos casamentos a regra de etiqueta é quase imprescindível, uma necessidade tanto para os noivos quanto para os convidados. O casamento é uma festividade social com regras definidas, algo que sai do senso comum do dia a dia de uma pessoa ou dos noivos, por isso é bom saber algumas delas para não cometer gafes.

Uma das regras de etiqueta do casamento é a disposição dos lados na hora da cerimônia. Lembre-se que o lado esquerdo é reservado para a noiva e para os padrinhos e madrinhas da mesma e o lado direito para o noivo e seus convidados. É de bom grado não errar essa regra; só será ignorada essa regra se o número de convidados de um dos noivos for menor do que o outro.

A mesma regra dos lados vale para os casamentos cristãos e judeus, com a diferença é que há a inversão de lados no caso do casamento judeu; a noiva com o lado direito e o noivo com o lado esquerdo. A noiva geralmente entra com o pai, que a entrega no altar para o noivo que a toma com o braço direito.

A madrinha deve ajudar a noiva com o véu e o vestido. A noiva deve usar o anel de noivado na mão direita; só quando o noivo colocar a aliança de casamento é que a noiva pode retirar o anel de noivado.

Outra regra de etiqueta que muitas noivas falham é com relação as luvas. Não é proibido usá-las, desde que a noiva as retire quando chegar ao altar. Usar anéis por cima da luva nem pensar. Uma regra que pode muito bem ser quebrado é com relação a cor do vestido. Geralmente a etiqueta diz que noivas que já tenham filhos não usam branco, mas essa regra pode ser mudada e se a mulher com filhos quiser entrar de branco na igreja, não tem problema; embora algumas pessoas ainda não concordem com isso!

A noiva sempre deve dar preferência ao pai em relação ao padrasto. Essa regra pode ser quebrada se a noiva exigir a presença dos dois. Não é comum, nem recomendado, mas a noiva pode entrar com o pai e o padrasto na igreja; um de cada lado a acompanhando ate o altar.

Os convidados também devem seguir algumas regras, que são em sua maioria regras de bom convívio social. Sempre deve-se apresentar o homem a mulher; só quando for um religioso que a mulher deve ser apresentada primeiro. Depois, apresenta-se a pessoa mais nova a mais idosa e a pessoa solteira sempre a pessoa casada. Geralmente um aperto de mão nesses casos é de bom grado; sem exageros como beijos e abraços. Só os anfitriões, nesse caso os noivos ou os pais dos noivos é que precisam apresentar os convidados entre si.

Os noivos devem enviar o convite de casamento, pelo menos 30 dias antes da cerimônia, assim os convidados não assumirão nenhum compromisso para a data. Nunca coloque no convite que os noivos receberão os cumprimentos ainda na igreja. Se não quiser convidar todos para a festa, faça convites separados com o local da confraternização e o inclua no convite normal do casamento.

Depois da cerimônia e da volta a viagem de núpcias, o casal deve enviar por escrito os agradecimentos a presença e aos presentes dos convidados. O agradecimento no dia da cerimônia não exclui essa regra.

fonte:sites internet

Decoração casamento dourado e branco 2


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração casamento dourado e branco 1


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração aniversário vermelho e branco


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Decoração festa de 15 anos


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

quinta-feira, 18 de março de 2010

coffee break

eventos empresariais
Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral. Shamah Art & Festa – Pelotas Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/ confira nossa qualidade e preço

domingo, 14 de março de 2010

Arranjos tropical



Arranjo para mesa com plantas naturais

Criação : Shamah Art & Festa
Fotos do amigo e fotografo Murilo Paulsen


Shamah Art & Festa – Pelotas

Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/

Formatura Nutrição – Ufpel – Pelotas 2010










Formatura Nutrição – Ufpel – Pelotas 2010

Formanda Natasha

Decoração: Shamah Art & Festa

Local: salão da churrascaria Lobão – Pelotas/RS

Fotos do amigo e fotografo Murilo Paulsen (murilophoto@gmail.com [053] – 81240030).

quinta-feira, 4 de março de 2010

eventos empresariais

Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral. Shamah Art & Festa – Pelotas Contatos Telefones: (53) 32735778 ou 84014600 e-mail: shamahartefesta@hotmail.com janaina.fritsch@hotmail.com blog: http://shamahartefesta.blogspot.com/ confira nossa qualidade e preço!
video

decoração de casamento dourado e branco





Casamento de Lara e Tiago - fevereiro 2010
- Igreja Catedral São Francisco de Paula
Recepção Clube 15 de julho - Pelotas/RS
Decoração, cerimonial, segurança: Shamah Art & Festa

decoração formatura Educação Física






Formatura Educação Física – Ufpel – janeiro/2010
Formanda Priscila
Local: Salão Instituto São Benedito – Pelotas/RS

Decoração e cerimonial Shamah Art & Festa

decoração formatura Ciências Contábeis



Formatura Ciências Contábeis – Unisinos – janeiro/2010
Formando Luciano
Local: Salão de festas Oasis – Gravataí/RS
Decoração Shamah Art & Festa

coffee break

Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral.

Shamah Art & Festa – Pelotas
Contatos
Telefones: (53) 32735778 ou 84014600
e-mail: shamahartefesta@hotmail.com
janaina.fritsch@hotmail.com
blog:
http://shamahartefesta.blogspot.com/

confira nossa qualidade e preço!

quarta-feira, 3 de março de 2010




Decoração e fotografia

Pensando em decoração, imaginando as fotografias depois.

Procuramos sempre harmonizar os ambientes criando vários cenários dentro do salão, exterior; que sirvam de fundo para as fotografias. Temos que sempre pensar em vários pontos para as fotos, fica muito monótono trabalhar apenas com um ponto e deixa poucas possibilidades para o fotografo. Deve-se sempre se procurar variar o fundo das fotos, para não ficar parecendo um teste para um lançamento de algum produto, aonde só vão se trocando os atores.
Sugerimos sempre o local para o bolo, levando-se em consideração que este espaço deve ser “clean”, um local neutro e limpo. Para não tirar o foco do propósito, que é a fotografia dos noivos com o bolo. Seguindo o protocolo escolhido...
Criamos pequenos detalhes na decoração que auxiliam o fotografo na hora de capturar nuances da festa, pequenos detalhes que podem ajudar a compor novas perspectiva da historia.
Nossa equipe de cerimonial sempre conversa com os fotógrafos para ficarem atentos a momentos simpáticos dos convidados e noivos, em vez de fotografias de pose artificial e já tão ultrapassadas.
Capturando naturalmente as imagens sem perturbar ninguém.
Auxiliamos os noivos e damos dicas para fotos em que se pode seguir o protocolo de maneira natural, com um toque de personalidade do casal.
As fotografias espontâneas imortalizam os sentimentos que o momento sugere, imagine depois de alguns anos estarem folheando seu álbum e relembrando este momento.

Para terminar duas dicas:
Vestido branco com buquê branco, não existe contraste e o buquê perde o efeito nas fotos.
Se quiser dar uma disfarçadinha nas fotos coloque os ombros para trás e erga um pouquinho o queixo, você vai parecer mais magro. Mas não exagere para não aparecer aquele papinho no queixo.

Fotografia - Aproveite melhor seu dia!

Uma dica que sempre damos para os noivos é aproveitar outros ambientes para as fotos entre a cerimônia e a recepção aproveitando a luz natural. A paisagem, prédios antigo; como fundo para as fotos. Aproveite também o clima, um pouco de chuva ou vento só tornam tudo mais artístico.

terça-feira, 2 de março de 2010

Eventos corporativos







Promoters, cerimonialistas, recepcionista, mestre de cerimônia... Serviço de coffee break, café da manhã em empresas, coquetel, decoração em geral.

Shamah Art & Festa – Pelotas
Contatos
Telefones: (53) 32735778 ou 84014600
e-mail: shamahartefesta@hotmail.com
janaina.fritsch@hotmail.com
blog:
http://shamahartefesta.blogspot.com/

Postagens populares